Precisamos falar sobre comida de verdade e alimentos industrializados

No esquema acima é mostrado a proporção de quantidade em que cada grupo de alimentos deve ser consumido
imagem retirada da internet
De repente, parece que todo mundo começou a se preocupar e entender sobre alimentação e alimentos industrializados, não é verdade? E o que tem de mito por aí... Já faz algum tempo que estou com vontade de escrever sobre este assunto aqui no blog, bem, para quem não sabe, eu sou Engenheira de Alimentos e adoro temas relacionados à alimentação. Portanto, declaro inaugurada mais uma seção por aqui: "Comida de verdade x Alimentos industrializados".

Depois de tanta campanha pela "Comida de verdade", me dei conta que ela sempre esteve presente em minha vida. Sou a caçula de quatro irmãs, ou seja, na minha casa éramos seis pessoas, minha mãe sempre fez questão de cozinhar, almoço em restaurante era algo raro, afinal levar seis pessoas pra almoçar fora era muito caro, refrigerante era só em datas especiais e aos domingos, comida pronta? Nem pensar!! Assim, adquiri certos hábitos que se encaixam numa alimentação saudável.

Vejo muita gente condenando a indústria de alimentos, demonizando alguns alimentos e endeusando outros. Pra começar, nenhum alimento sozinho é milagroso, muito menos, vai adoecer você, como bem explicou o médico do meu pai: "o problema não é o alimento, é como se come", comendo com moderação, você pode comer de tudo.  

A indústria de alimentos não é de todo ruim, claro que vira e mexe aparecem notícias bizarras na TV sobre fraude, contaminação, mas não vou entrar nesse assunto agora. É preciso lembrar que a indústria de alimentos existe para facilitar a nossa vida, e quando eu digo facilitar, não estou falando de abrir uma lata e comer feijão pronto, o que estou falando é sobre alimentos como arroz, feijão, carne, imagina se você tivesse que plantar arroz e feijão, depois colhê-los e beneficiá-los, tivesse que abater o boi pra poder ter carne. Você já parou para pensar como o feijão e o arroz vão parar no saquinho e como a carne que você compra no açougue foi parar lá? Tudo isso é indústria de alimentos e isso existe para facilitar a nossa vida, é preciso aprender a separar o joio do trigo, .

Um papel muito importante da indústria de alimentos, e que pouca gente fala, é o aproveitamento dos excedentes de produção, a exemplo da safra das frutas, muitas vezes as frutas se perdem porque o mercado não dá conta de consumi-las, e é aí que entra a indústria de alimentos, extrai-se a polpa e conserva-se o produto para uso posterior. Desta forma, a indústria de alimentos pode contribuir para reduzir o desperdício dos alimentos.

O alimento industrializado passa a ser problema quando se obtém um produto pronto, o feijão pronto na lata, a lasanha pronta, aquele pão que fica fofinho uma vida inteira, nestes produtos, geralmente temos um alto teor de aditivos (que nem sempre são ruins, mas isso é assunto para outra postagem).

 

Comentários