Uma comida impossível de fazer pra uma: Cozido!


A vida inteira escutei minha mãe dizer que era impossível fazer cozido pra pouca gente, e é mesmo, por menor que seja a quantidade colocada de cada item, rende muita comida, porque são muitos ingredientes. Portanto, cozido é uma comida coletiva, impossível de se fazer pra uma pessoa.

Cozido, basicamente, é uma carne cozida com legumes e verduras, pode colocar o que quiser, o que coloquei aqui é o que costumamos colocar na casa de minha mãe, você pode adaptar, as quantidades também vão variar de acordo com o seu gosto. Esse cozido serve entre 6 e 8 pessoas.

Com o tempo, minha mãe foi ampliando o cozido, acrescentando mais ingredientes. Esta é uma (das muitas) comidas que são a cara dela, ela fazia com muito capricho e eu só vim conhecer cozido em restaurante, há pouco tempo, no Rio, já que é uma comida de origem portuguesa. Até então, só tinha comido em casa. E, sem dúvida, o de minha mãe é muito mais gostoso!!

Lembro que a primeira vez que eu fiz cozido, sob a supervisão de mainha, é claro, eu fiquei super cansada, e disse que nunca mais faria, ainda bem que não levei isto a sério. Embora, minha mãe não fizesse essa comida no domingo, é uma comida ideal pra este dia da semana e pra muita gente, pois é um prato único e você pode cozinhar tudo na mesma panela. Cozido é uma comida que reúne.



Ingredientes
1,5 kg de músculo
2 batatas médias
1 cenoura
2 batatas doce
3 bananas da terra
1/2 chuchu
1 fatia de abobora
2 fatias de inhame
1 raiz de aipim
1/2 repolho branco
dois maços de couve
8 quiabos
1 pimentão
1 tomate
1 cebola branca
1 cebola roxa
coentro e cebolinha
5 dentes de alho
sal e pimenta do reino a gosto
óleo

Modo de Preparo
  1. Na véspera, tempere a carne com alho, cebola roxa, sal e pimenta. Amasse bem o alho e a cebola junto com o sal e pimenta, misture à carne cortada em cubos médios, mexa bem, coloque numa vasilha, tampe e leve à geladeira. No dia seguinte, retire da geladeira algumas horas antes do preparo;
  2. Pique a cebola, o pimentão, o tomate, o coentro e a cebolinha e coloque água pra aquecer;
  3. Leve a panela de pressão ao fogo, quando aquecer, ponha o óleo e refogue a cebola, em seguida, acrescente a carne e deixe refogar bem, acrescente o tomate, o pimentão, o coentro e a cebolinha, misture bem; se necessário acrescente água, feche a panela e deixe cozinhar 15 minutos na pressão;
  4. Enquanto isso, descasque e corte todos as verduras. Corte a cenoura, o chuchu, a batata e a abóbora em cubos, descasque e corte a batata doce e o inhame em rodelas, retire o talo do repolho e corte-o ao meio, retire o talo da couve e enrole as folhas, retire as pontas do quiabo, descasque e corte a banana da terra ao meio (as verduras devem ir para panela aos poucos, de acordo com o tempo que demoram para cozinhar);
  5. Quando acabar o tempo de cozimento da carne e sair a pressão, abra a panela, ligue o fogo novamente e acrescente a cenoura, o couve, o chuchu, o repolho, a batata doce, aipim, inhame, se não der pra colocar tudo na mesma panela, troque para uma maior;
  6. Se necessário, coloque mais água (deixe sempre água aquecida) e vá regando as verduras com o caldo;
  7. Acrescente a batata, em seguida, a abóbora e a banana da terra;
  8. Acrescente cheiro verde, tomate e pimentão picados e acerte o sal;
  9. Quando estiver tudo bem cozido, apague o fogo e faça o pirão.
Para fazer o pirão:
  1. Separe o caldo em uma panela, acrescente farinha de mandioca aos poucos até engrossar, ainda com o fogo apagado;
  2. Ligue o fogo e mexa bem até ferver e cozinhar a farinha;
  3. Se necessário, acrescente mais caldo ou um pouco de água.
Bom apetite!!!

Comentários

  1. Hermana, sensacional! E um presente seu pra nós todas, ao narrar com paciência cada etapa do cozido que mainha sempre fez com tanto amor e esmero. Verdade que ela foi agregando novos ingredientes, e inclusive comprou uma panela mais apropriada para o preparo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, hermana!! Sempre amei o cozido de mainha.
      Beijos

      Excluir

Postar um comentário