Canjica para uma pessoa


Sou nordestina, nascida no interior da Bahia e, para mim, a melhor festa do ano é o São João!! Essa postagem está um pouco atrasada, era para eu ter postado antes do São João, mas ainda é junho, hoje é dia de São Pedro, então ainda está valendo.

Adoro o clima junino, o forró, o licor, as comidas, e a comida típica junina que mais gosto é a canjica!!! Você pode estar dizendo isso não é canjica. Sim, essa comida tem outros nomes, na minha região é assim que ela é chamada, fique à vontade para chamar como você quiser, o importante é que ela é uma delícia! Eu adoro saber fazer canjica, minha irmã Sarah diz que devo ser um raro exemplar da minha geração que sabe fazer esse prato.

Você deve estar se perguntando como é possível fazer canjica para uma pessoa, sim, é possível, eu faço com quatro espigas de milho e rende um prato de canjica, não vou deixar de comer essa delícia só porque moro sozinha!!

Aprendi a fazer canjica só de ver a minha mãe fazer, aliás, a melhor canjica do mundo é a dela. É uma receita relativamente simples, e não vou mentir, é trabalhosa e demorada, mas todo o trabalho compensa. Também é necessário ter força no braço e disposição para mexer a panela, aí você põe um forrózinho para tocar e o trabalho fica ainda mais prazeroso! Ah... não esqueça de raspar a panela, é tão bom quanto comer a canjica!

Ingredientes
4 espigas de milho
50g de coco seco
1/2 colher de sopa de manteiga
1 1/2 xícara de leite
1/4 de xícara de açúcar
1 pitada de sal
Cravo, canela em lasca e canela em pó

Modo de preparo
  1. Corte o coco seco em lascas, bata com 1/2 xícara de leite e reserve;
  2. Debulhe o milho, bata no liquidificador com uma xícara de leite;
  3. Coloque uma peneira sobre uma panela e passe o milho. Esprema bem o bagaço, para retirar todo o líquido;
  4. Acrescente o açúcar, o sal, a manteiga o cravo e a canela em lasca;
  5. Leve ao fogo, mexendo sempre, para não embolar (empelotar). Você vai perceber que depois de um tempo mexendo ela vai engrossando, parece que vai embolar, continue mexendo até ficar uniforme e engrossar totalmente;
  6. Acrescente o coco e continue mexendo até dar o ponto;
  7. Para verificar o ponto, coloque um pouco num pratinho e espere esfriar, se ficar firme, está no ponto;
  8. Verifique se está cozida, acerte o sal e o açúcar;
  9. Coloque num prato e salpique canela em pó por cima.
Obervações:
  1. Se não quiser canjica com o bagaço do coco, você pode peneirar o leite com o coco e colocar só o leite (minha mãe faz assim, mas eu gosto do bagacinho do coco);
  2. Se a canjica ficar dura, acrescente mais leite;
  3. Se ficar mole, você pode engrossar com maisena (dissolva um pouco de maisena no leite e coloque na canjica, mexa bem);
  4. O ponto da canjica depende do milho, se o milho estiver mais seco, ficará mais firme.
Bom apetite!!!


Comentários

  1. Muito bom! Amei esta receita e vou testar. Oh, hermana, adorei ter sido citada. Acho o máximo você saber fazer canjica com tanta desenvoltura. É o máximo!

    Ah, segunda-feira, mainha fez canjica e eu tenho um pouco aqui em casa :-).

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando cheguei na casa de mainha segunda, os milhos estavam descascados em cima da pia, ela disse que ia fazer a canjica pra mim, mas não deu tempo de eu saboreá-la :(, acabei saindo super cedo para o aeroporto com receio de pegar engarrafamento. Passei São João sem comer a canjica de mainha.

      Excluir
  2. Que maravilhosaaaa!!!
    E nesse friozinho...huuuum...a balança vai gritar!!!
    Jesuuuuus!
    Vc é muito malvaaaaada! Kkkk

    Bju no seu coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk... sou não, sou muito boazinha!! Depois me conta o resultado e obrigada pelo carinho.
      beijos

      Excluir

Postar um comentário