O feijão nosso de cada dia

imagem retirada internet

Eu disse aqui no blog que a primeira comida que aprendi a fazer com minha mãe foi o feijão, então será a primeira receita que vou ensinar por aqui. Sempre achei que o que falta em muitos blogs, sites e programas de culinária é ensinar o básicão! E nada mais básico do que um bom feijão, concordam? Não é necessário cozinhar feijão todos os dias, dá para comer feijão fresco com um truque bem simples que eu vou ensinar no final da receita. 

Antes de iniciar o preparo do feijão (eu utilizo o feijão carioquinha), você tem que catá-lo, ou seja, retirar as sujeirinhas e é necessário saber que ele precisa ficar de molho (os grãos que boiarem devem ser retirados) por duas horas, pelo menos, ele não deve ser cozido nesta água. O molho do feijão vai deixá-lo mais mole, assim, ele cozinhará mais rápido, mas o motivo principal do molho é para que os grãos de feijão liberem na água as substâncias anti-nutricionais, que são substâncias que impedem que o nosso organismo absorva alguns nutrientes, por isso ele não pode ser cozido na água do molho, entenderam? Dúvidas? rs

Papel e caneta na mão, vamos à receita!

Ingredientes
1 xicara de chá de feijão
Um fio de óleo
½ cebola branca picada
½ cebola roxa picada
3 a 5 dentes de alho picados
2 folhas de louro
Sal e pimenta do reino a gosto
Coloral (opcional)
Água
Tempero: Coentro, cebolinha, pimentão a gosto

Modo de preparo
  1. Na panela, de preferência de pressão, coloque um fio de óleo (é bem pouquinho mesmo, só para refogar) e acrescente as cebolas branca e roxa e o alho, refoque bem.
  2. Acrescente o feijão (descarte a água do molho), refogue um pouco, coloque o sal, a pimenta do reino, as folhas de louro e o coloral, mexa um pouco e acrescente água até cobrir os grãos (se quiser pode acrescentar água quente, isso vai adiantar o cozimento), deixe ferver e tampe a panela.
  3. Depois que a panela pegar pressão, conte 10 a 15 minutos (o tempo varia de acordo com o tempo de molho e a qualidade do feijão). Após, esse período, desligue o fogo e espere sair a pressão.
  4. No liquidificador, coloque o coentro, cebolinha, pimentão, alguns grãos de feijão e o caldo (os grãos vão deixar o caldo grosso). Em seguida, acrescente ao feijão, leve ao fogo novamente até ferver e cozinhar esse tempero. Se necessário, acrescente água. 
  5. Acerte o sal e seu feijão está pronto.


Agora, vamos às dicas!
Dica 1 – Para comer o feijão fresco todos os dias, você deve dividir o feijão em porções, colocá-lo em vasilhas plásticas e, em seguida, no congelador. Depois é só aquecer.

Dica 2 – Não deixe o grão cozinhar demais, deixe-o macio, mas não muito mole, pois a cada vez que você for esquentar, ele terminará de cozinhar. Se você deixá-lo bem cozido, quando esquentar, o grão ficará desmanchando e com sabor de feijão velho.

Dica 3 – O tempero é opcional e você pode colocar as ervas e legumes que preferir. 

Dica 4 – Você pode adicionar o tempero quando colocar a água (e já cozinhá-lo junto com o feijão) ou quando for esquentá-lo. 

Dica 5 – Você pode colocar o tempero cortado, eu bato no liquidificador porque gosto do caldo do feijão grosso. 

Dica 6 – Evite esquentar a mesma porção mais de uma vez, é isso que faz o feijão ficar velho. Se sobrar feijão, coloque todas as sobras numa mesma vasilha e congele novamente até formar uma nova porção de feijão.

Dica 7 – Se achar que 1 xícara é pouco, cozinhe mais de uma. Essa quantidade, para mim, dura de uma a duas semanas. Não acho bom cozinhar feijão para períodos maiores, pois depois de um tempo no congelador, o feijão perde o sabor.

Dica 8 – Se quiser colocar carne e linguiça no feijão, coloque depois de refogar a cebola. Mas desse jeito, seu feijão ficará mais calórico, ok?

Dica 9 – Se você não utilizar panela de pressão, vai demorar muito mais tempo para cozinhar e tem que ficar de olho na panela, porque a água vai secando e você precisará ficar acrescentando água quente.

Dica 10 – Faz e me conta o resultado nos comentários.

Bom apetite!!


Comentários

  1. Adorei a receita muito bem expkicada. Parabens !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, tia!! Que bom que a senhora gostou! :)

      Excluir
  2. Amando suas dicas. Poderia falar quais carnes acresenta quando faz com carne? E o rendimento? Beijos e parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, prima! Que bom que está gostando!!
      Eu costumo colocar carne de charque, mas nesse caso, tem que lavar a carne antes e não colocar sal para cozinhar, pois as carnes já tem sal, se necessário, coloque no final. Se você adicionar o sal no início, corre o risco do feijão ficar salgado.
      Quanto ao rendimento, rende cerca de sete porções individuais (uma concha bem cheia em cada porção).
      Beijos

      Excluir
  3. Excelentes dicas para armazenarmos o feijão garantindo sua qualidade e seu sabor, hermana! Vou praticar.
    Beijo e estou amando navegar em suas dicas e receitas,
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo que está gostando, fico muito feliz!!!
      beijos

      Excluir

Postar um comentário